POLÍTICA DE PRIVACIDADE E COOKIES

Utilizamos alguns recursos para entender o que nossos clientes tem interesse e melhorar sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade.

Entendi

Reparou na belíssima capa? Tem como fundo a obra La Siesta, de Van Gogh, pintor sobre qual Mário Quintana reflete: Se não fosse o Van Gogh, o que seria do amarelo? 

Influência Jovem -

Que descansa em paz? Não, querido leitor, eu não estou morto. Quem vos escreve não é um espectro branco e perturbado, é um poeta amarelo, que descansa em paz.
 

Reparou na belíssima capa? Tem como fundo a obra La Siesta, de Van Gogh, pintor sobre qual Mário Quintana reflete: Se não fosse o Van Gogh, o que seria do amarelo? Veio bem a calhar, uma obra de Van Gogh adornando a obra de um poeta amarelo, envelhecido.
 

Na pintura em questão podemos observar um casal que descansa sobre fardos; fardos que terão de carregar depois do descanso. Oh, e quem não tem fardos a carregar? Pergunto eu. Mas o que nos impede de repousarmos sobre os mesmos?
 

Eis o significado desta obra: o poeta é mais que um menino que carrega água na peneira[1], é alguém que carrega fardos, e mais ainda, alguém que repousa sobre tais fardos. Convido-te, querido leitor atento, a descansar; repousai sobre fardos que são meus, e descobrirás que temos, sim temos, fardos em comum. Esta obra é baseada em fardos reais. Boa leitura!

Referência ao poema O Menino Que Carregava Água Na Peneira, de Manuel de Barros.

Deixe seu comentário

Tags

Livros
BLOG RELACIONADAS

Gostou do que viu aqui? Então com certeza você também vai gostar de nossas outras matérias (difícil vai ser você escolher qual a sua preferida depois, mas ok, você que lute). Clica aqui e confere, vale a pena!

Influência Jovem - ​Feliz dia dos Professores! (Atrasado mesmo)

​Feliz dia dos Professores! (Atrasado mesmo)

Outubro de 2021

Influência Jovem - São Jerônimo

São Jerônimo

Outubro de 2021

Influência Jovem - CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER:CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER: